Saiba como eliminar os pelos do busto ou de qualquer parte do corpo de forma natural

Você sabia que existe formas muito naturais de eliminar o pelo do corpo? Com elas é possível economizar nos gastos com a depilação convencional, assim como a irritação e os outros efeitos secundários, além de fazer com que o pelo se torne cada vez mais fraco, ao invés de crescer com mais força.

Açúcar e limão

Esse método de depilação tem sido usado desde a antiguidade, no antigo Egito e em outros países orientais, e só é preciso açúcar e limão. O método é parecido com o da cera, mas é menos doloroso, mais econômico e mais natural.

Vamos precisar de:

2 xícaras de açúcar

O suco de 1 limão amarelo

Um pouco de água se o suco do limão não for suficiente:

Modo de Preparar

Coloque o suco de um limão e as duas xícaras de açúcar em uma panela média. O suco deve cobrir completamente o açúcar, se isso não acontecer, adicione um pouco de água até ficar coberto.

Esquente essa mistura em fogo médio/alto, mexendo com uma colher de madeira até que o açúcar tenha se dissolvido completamente. Se tiver um termômetro de cozinha, verifique se a mistura está alcançando 115 graus centígrados.

Quando começar a ferver, diminua bastante o fogo e espere até que se forme uma pasta espessa e pegajosa, porém maleável, de cor dourada suave, como se fosse mel. Se tiver uma cor escura, possivelmente tenha queimado e deve ser refeito. Nunca deixe ferver em fogo alto durante mais de um minuto.

Essa cera de açúcar deve ser aplicada da mesma forma que a cera convencional. Espalhe bem a cera para que fique uma capa fina e sem esperar, puxe na direção contrária dos pelos, ou seja, no sentido contrário ao nascimento do pelo.

Para que a cera de açúcar não grude muito na pele, polvilhe um pouco de talco na região que será depilada, lembrando de limpar e secar bem a área antes.

Ao finalizar, aplique um pouco de creme hidratante ou gel de babosa para amenizar os efeitos na pele.

Se ficarem restos da cera, lave com água morna.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.