Enfermeira colocou o bebê no berço e saiu, quando ela voltou e viu como o seu rosto estava, gritou!

Seu nome é Matvey, nasceu em Tula na Rússia em 14 de novembro de 2014, assim que saiu da barriga da sua mãe os médicos notaram que ele tinha um problema de icterícia leve, mas era um bebê saudável. Para tratar o problema, foi prescrito pelos médicos algumas sessões de uma espécie de terapia com luzes neon e era preciso que o Matvey ficasse deitado em um berço sob as lâmpadas especiais.

consequências de sua falta de atenção. No momento que ela saiu, uma das lâmpadas estourou causando assim um incêndio, e queimando 75% do corpo do pequeno Matvey.

As sessões tinham que ser sob supervisão constante, mas a enfermeira que estava de plantão e que também era a responsável por supervisionar o tratamento resolveu dar uma rápida saída, mas ao voltar, viu as severas Alguns de seus órgãos também foram danificados, sua pele descascada e ele sentia dores inimagináveis, mas foi guerreiro e sobreviveu ao acidente. Ao descobrir o que tinha acontecido com seu filho, a mãe de Matvey ficou desolada. Ele tinha que passar por várias cirurgias e longos tratamentos, e mesmo assim não iria ficar 100% recuperado. E para a surpresa de todos, a mãe decidiu que não queria mais ficar com Matvey.

A decisão dela foi mais chocante que o acidente que ele sofreu, muitas pessoas se perguntaram porque ela deu as costas para um filho na hora que ele mais precisava dela. Quando a notícia do acidente se espalhou, toda a Rússia decidiu se unir e ajudar no tratamento e dar um novo lar ao garoto. Quando Matvey foi colocado para adoção, o país inteiro sabia de sua história e muitas famílias queriam adotar o bebê que lutou por sua vida.

A história de Matvey se tornou tão famosa que sua mãe biológica tentou reaver a custódia, além dela, duas famílias brigavam na justiça para consegui-la. Mas ele foi adotado por uma senhora chamada Svetlana, que deu um lar seguro e feliz para o bebê. Ele já passou por inúmeras cirurgias, e deve passar por mais algumas, ele já consegue mexer suas mãos, mas os cirurgiões plásticos não conseguiram reconstruir o nariz.

Atualmente com 2 anos de idade, Matvey já sentiu mais dores que a maioria das pessoas sofrem uma vida inteira, mas sua vontade de viver é inspiradora.