Record TV e Faro são condenados por “tortura física e emocional” à participante!

Mais uma vez a Record TV se deu mal e Rodrigo Faro está envolvido na polêmica, o caso envolve um homem que participou do quadro “Arruma meu Marido”. Segundo informações, o homem foi instruído pela produção do programa a ficar mais de nove meses sem se cuidar e deixar sua aparência extremamente desleixada para que assim pudesse participar do programa.

Tudo começou em 2011, quando prometeram a Walmor Ferreira, participante do quadro, que ele teria seu visual repaginado. Ele teve todos os dentes arrancados e até hoje, ele sofre com terríveis dores. No final de 2011, ele foi a São Paulo e deu início aos tratamentos exigidos pelo programa, incluindo o odontológico.

Segundo Walmor, a clínica que tem parceria com o programa, não cumpriu o que foi prometido, ao invés de restaurar seus dentes, optou por arrancar os 12 dentes restantes, e tudo isso foi realizado em dois dias para que assim ele colocasse uma prótese. Após arrancar os dentes ele passou a sentir muitas dores e desistiu de ir ao programa.

De acordo com ele, a produção ameaçou ele, e disse que não poderia mudar a grade do programa, e ele teria que participar sim. No dia da gravação, ele foi alertado a não fazer movimentos bruscos com sua boca, porque a prótese poderia se deslocar enquanto ele falasse. Hoje ele vive um verdadeiro drama, passou 4 meses se alimentando apenas de líquidos, e não pode usar uma prótese móvel porque sua boca foi totalmente mutilada pela clínica que tem parceria com o programa.

Sem poder trabalhar com as dores, ele está passando por dificuldades, teve que vender sua moto e vive de ajuda dos familiares. “Além do tratamento médico psiquiátrico para reverter o quadro de fobia social, pois passei a ser alvo de olhares e chacota por onde passava e tornei-me uma pessoa deprimida, com dificuldade para trabalhar, pois ao invés de minha vida ter mudado para melhor, conforme desejado, piorou”, disse ele.A Record TV e Rodrigo Faro foram condenados a pagar 137 mil reais por danos estéticos e morais. Deste valor, R$ 57,4 mil são para ressarcir coisas como despesas de reabilitação bucal; R$ 50 mil por dano moral; R$ 30 mil a título de dano estético; e R$ 470,00 por dano material.