Desesperado e com uma filha com fome, ele vendeu canetas até que um estranho tirou uma foto de sua filha e descobriu isso.

Um homem trabalhava em uma fábrica de chocolate como gerente, onde ganhava o suficiente para se sustentar e cobrir todas as necessidades de sua filha e às vezes até costumava dar-lhe pequenos luxos, afinal o que um pai não faz para seus filhos? Além disso, ele só a tinha, ele não tinha mais ninguém no mundo.

Eles viveram muito bem no Líbano, mas, infelizmente, devido à guerra, eles tiveram que se refugiar em Yarmouk e deixar toda sua vida para trás. Sem um peso na mão, o homem começou a vender canetas para alimentar sua filha.

De repente, a vida nos surpreende ou nos dá tantos golpes para mostrar-nos como somos fortes. Este homem sendo gerente e vencendo muito bem, passou a vender canetas na rua com sua filha pequena em seus braços. Além disso, eles não tinham um telhado para se abrigar, nem uma cama confortável como aquela em que dormiam, nem a comida, nem a facilidade de se limpar. Mas, assim como a vida tira tudo de nós de forma inesperada, também nos dá grandes surpresas como recompensa por toda a nossa dor ou arrependimento.

Em uma ocasião, o homem estava nas ruas vendendo canetas e, um homem chamado Gissur Símonarson que é um ativista na Noruega, foi movido por tal cena como o homem parecia angustiado, despenteado, seus olhos estavam tristes e muito desespero, ele carregava sua filha com amor profundo protegendo-a de qualquer perigo. Gissur não hesitou em tirar uma fotografia para compartilhá-lo em suas redes sociais e, assim, convidar pessoas para compartilhá-la a fim de torná-la viral e todo o mundo tomar consciência da situação em que estávamos vivendo, porque a vida dos refugiados dá uma mudança tão drástica que nem podemos imaginar, mesmo assim, vendo a situação, muitos preferem fechar os olhos em vez de abrir nossos corações e oferecer ajuda de acordo com nossas possibilidades. ¨Anonymous seller¨ foi o nome que recebeu a fotografia e, claro, teve muitas reações e comentários.

Felizmente, a intenção de Gissur deu bons resultados, tão bons que eles propuseram fazer uma campanha para doar um pouco do que todos tinham, então o homem poderia começar novamente. A generosidade das pessoas atingiu quase 100 mil dólares, o mesmo valor que foi entregue ao vendedor.

Graças a essas pessoas de bom coração,o pai e filha têm um telhado e uma cama. A garotinha já frequenta a escola e, com isso ele decidiu procurar um emprego. Com o restante que eles receberam em doações, o pai pretende ajudar outros refugiados, retornando um pouco da generosidade das pessoas.

Atualmente, com o dinheiro arrecadado, ele investiu sabiamente e abriu vários restaurantes onde os refugiados trabalham e doam para outros refugiados.

Abdul disse:“Eles não só mudaram a minha vida, mas a da milha filha e de toda a população da Síria que consegui ajudar com o trabalho e as doações”.

O que você acha dessa história? Quando ajudamos o próximo, podemos alcançar grandes coisas e mudanças, basta abrir nossos corações e entregar um pouco do que temos, porque lembre-se de que dar não irá diminuir, ao contrário, se multiplica.